Integrantes do Projeto Rondon são acolhidos e compartilham experiências

Integrantes do Projeto Rondon são acolhidos e compartilham experiências

Eduardo Almeida

Após 19 dias na cidade de Senador Guiomard, estado do Acre, na região Norte, os representantes da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) no Projeto Rondon foram acolhidos na instituição nesta terça-feira (30). Na oportunidade, os integrantes compartilharam experiências e receberam os certificados de participação no projeto desenvolvido pelo Ministério da Defesa.

“Foi uma das melhores experiências que vivi dentro da universidade. Além de todo o conhecimento adquirido ao longo desses anos na Uncisal, eu consegui agregar novas informações para a minha carreira. Mais do que isso, eu cresci como ser humano. Com certeza, serei um profissional melhor, com um olhar mais voltado para as necessidades reais da população”, resumiu Luan Mikael, estudante de Fisioterapia, ao comentar os dias que passou ao lado de outros sete alunos e dois professores.

Os representantes da Uncisal no Projeto Rondon desembarcaram na cidade de Senador Guiomard no dia 5 de julho, e permaneceram no local até o dia 24 de julho. No município, foram desenvolvidas oficinas com temáticas direcionadas para saúde, educação, direitos humanos e cultura. As ações tiveram como público a população de modo geral, em especial professores, profissionais de saúde e jovens.

Para a professora e coordenadora do Rondon na Uncisal Maria Rosa da Silva, os integrantes da delegação alagoana no projeto tiveram a oportunidade de agregar conhecimento e de aliar teoria e prática. “Os participantes saem com uma formação diferenciada, pela chance de entrar em contato com diversas categorias profissionais, de colocar em prática tudo aquilo que aprenderam em sala de aula e, principalmente, em uma comunidade com tantas necessidades”, ressaltou.

O professor Ewerton Amorim destacou a receptividade da população como um dos fatores que contribuíram para o sucesso das iniciativas. “A cada ano nós temos uma experiência diferente, porque as experiências mudam conforme a receptividade da população. No Acre, nós encontramos uma população bastante receptiva. Apesar das dificuldades enfrentadas, conseguimos realizar as ações previstas e isso será de grande valia tanto para os professores quanto para os alunos”, expôs.

Entusiasta do projeto, o reitor Henrique Costa apontou a importância do Rondon para a Uncisal e pontuou que a instituição vai ouvir os relatos de experiências dos participantes para que possa minimizar as dificuldades enfrentadas este ano. A ideia, segundo ele, é estimular uma maior adesão entre os docentes e os estudantes.

“Nós temos um orgulho imenso dos ‘rondonistas’ da Uncisal. Já são reconhecidos nacionalmente pelo que fazem. É um dos projetos de extensão mais fortes da Uncisal. Nós ficamos felizes por poder ajudar. Nós precisamos pegar os relatos das dificuldades e as sugestões de melhoria para que a gente consiga agir e agregar mais participantes. Esse é um projeto muito importante para todos nós”, concluiu.

RONDON – O Rondon é desenvolvido pelo Ministério da Defesa,em parceria com governos estaduais, municipais e instituições de ensino superior. A proposta, segundo o site do projeto, é “contribuir para a formação do jovem universitário como cidadão e para o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes”.

julho 30, 2019 · Não é possível comentar
Publicado  em: banner, Noticias  Por: Eduardo Almeida